amazon.comyahoobaidu.comgoogle.comaolamazon.comyahoobaidu.comgoogle.comaol Absolutismo - Poder Absoluto ao Rei, Religião - História e Mundo

Mundo - História e Atualidades

Absolutismo – Poder Absoluto ao Rei, Religião – História e Mundo







Mundo – História e Atualidades – Not1

Absolutismo – Poder Absoluto ao Rei, Religião – História e Mundo

Veja hoje no Not1 mais sobre o Absolutismo, o poder ilimitado ao rei, que usa a religião para justificá-la. Aprenda de Maneira clara e Explícita. Confira:

"O Estado sou Eu"

Desde o século XIII (Idade Média), os reis europeus vinham conquistando cada vez mais poder. Aos poucos, no lugar dos feudos isolados surgiam na Europa Reinos centralizados que se organizaram em Estados Nacionais. Apoiados pelos burgueses (banqueiros e comerciantes), os reis tomavam medidas que favoreciam suas atividades econômicas. Em troca, os burgueses pegavam os impostos que permitiram aos reis montar exércitos permanente e fiéis. Os nobre e o clero, por sua vez, perderam poder e foram, aos poucos ficando sob  autoridade real.

No século XVII, o rei detinha poder Absoluto. Somente ele podia legislar, governar, Administrar a justiça e comandar o exército. Esse sistema político forte, pessoal e sem leis restritivas ao poder real chamou-se Absolutismo.

O rei absolutista impunha respeito à sua autoridade por meio da força militar e da cobrança de impostos. Valia-se também da “teoria do direito divino”. Segundo essa teoria, o rei recebia o poder de Deus e era, portanto, seu representante na Terra. Coloca-se acima da sociedade, da Igreja e do papa. Opor-se ao rei significava opor-se a Deus. Com isso toda a população estava obrigada a seguir uma única fé: a religião do rei. O Regime absolutista caracterizou-se pela intolerância religiosa e pelas violentas perseguições a quem se opunha À religião do rei.

Ao redor do monarca absolutista viviam numerosos nobre, sempre dispostos a elogiar em excesso, a bajular o rei em troca de privilégios e de uma vida cheia de prazeres e luxo. Eles formavam a corte real. O rei distraía a nobreza cortesã com jogos, caçadas, banquetes, bailes e espetáculos teatrais.

O Rei absolutista favorecia também a alta burguesia com garantias, exclusividades e proteção aos negócios. Arrendava-lhe a cobrança de impostos e vendia-lhe títulos de nobreza.

O Absolutismo foi mais intenso na França, na Espanha e em Portugal. Mas não ocorreu em toda a Europa. A Itália e a Alemanha permaneceram divididas em numerosos Estados. A Holanda constituiu-se em uma república governada por burgueses enriquecidos pelo comércio.

Fonte: Livro – História em Documento – 7º Ano – FTD

**Gostou? Tem dúvidas? Comente sua ideia.

Assuntos do Artigo:
  • absolutismo
  • SOCIEDADE QUE SE FORMOU AO REDOR DOS REIS
  • como o autor do documento justifica a origem do Poder absolutista
  • nobres que estavam sempre dispostos a bajular o rei
  • o rei absolutista impunha o respeito
  • sociedade formada ao redor dos reis alta nobreza

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. katerine disse:

    como era o banquete realizado pelos nobrezes europeus no seculo XVIII? monarcas absolutistas

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.